Ponencias Comunicación académica científica y cultural en abierto

Produção científica sobre os princípios fair a partir do directory of Open Access Journal – DOAJ

Autoras

  • Ana Julia Lopes, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Brasil
  • Edna Karina da Silva Lira, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Brasil
  • Angélica Conceição Dias Miranda, Universidade Federal do Rio Grande (FURG), Brasil

Resumen

Uma mobilização em prol da abertura dos dados científicos vem sendo discutida visto que novas tecnologias estão surgindo facilitando o acesso, transferência e análises de dados. Nesse contexto, surgem os princípios orientadores FAIR com o intuito de auxiliar no processo de gestão de dados de pesquisa. Diante do exposto o presente estudo teve como objetivo investigar a produção científica sobre os Princípios FAIR a partir do Directory of Open Access Journals – DOAJ. Utilizou-se da técnica bibliométrica para desenvolver os objetivos. A coleta de dados aconteceu entre os dias 26 a 30 de agosto de 2021. A busca recuperou 103 documentos – 97, com o termo em inglês, e 6 em português, sendo salvos no Zotero para então começar a análise. Constatou-se que, dos 103 documentos recuperados no DOAJ, 40 disseram sobre o tema da pesquisa. Entre os principais resultados se destaca que os periódicos Data Science Journal, Frontiers in Marine Science, International Journal of Digital Curation, Liinc em Revista e PeerJ Computer Science mais publicaram sobre o tema; os assuntos abordados dentro da temática foram Princípios FAIR; Dados FAIR; Repositório de Dados; Ciência Aberta; FAIR; Gestão de dados; interoperabilidade; Infraestrutura de pesquisa e Gerenciamento de dados de pesquisa. As considerações finais mostram que o DOAJ comporta amplamente os debates difundidos sobre o assunto pelas comunidades internacionais científicas nos últimos anos.

Ver texto completo de la ponencia

 

Políticas nacionais de apoio à ciência aberta: análise contrastiva das iniciativas desenvolvidas nos Estados Unidos, Portugal e Brasil

Autoras

  • Izabel Antonina de Araújo, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Brasil
  • Maria Aparecida Moura, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Brasil

Resumo

Este trabalho apresenta elementos estruturantes de políticas de ciência aberta e indica como as iniciativas de abertura da ciência têm sido constituídas nos Estados Unidos, Portugal e Brasil. Trata-se de uma pesquisa qualitativa interpretativa, de natureza aplicada que identifica e analisa as condicionantes de uma política de ciência aberta e os elementos que a sustentam. Utiliza-se como método de investigação o estudo de caso cross case para identificar e analisar as variáveis que permeiam o campo político dos países em estudo. Identifica que as políticas se encontram em grau de evolução diferenciado entre os países. Nos Estados Unidos, observa-se forte envolvimento de atores políticos e sociais nas ações de ciência aberta com várias iniciativas que envolvem o acesso às publicações e aos dados de pesquisa, educação aberta e ciência cidadã. Portugal apresenta uma estrutura consolidada para acesso aberto às publicações, conta com o apoio de atores sociais e políticos, alinhamento com as políticas da União Europeia, além de trabalhar para aprovação de uma política nacional de ciência aberta no país. O Brasil apresenta avanços importantes nas questões de acesso às publicações, mas ainda não dispõe de um marco legal, uma política governamental orientadora para as agências de fomento à pesquisa, universidades e instituições de pesquisa. Conclui-se que as políticas de ciência aberta com foco no acesso justo, democrático e igualitário pautam-se pelo contexto sociocultural do país e sua efetividade depende da governança de recursos informacionais em rede com ações coordenadas entre os diferentes atores sociais, econômicos e políticos.

Ver texto completo de la ponencia

 

De la gestión de archivos sonoros: teorías y conceptos

Autoras

  • Ana Teresa Badía Valdés, Universidad de La Habana, CUba
  • Irene Trelles Rodríguez, Universidad Católica de Santiago de Guayaquil, Ecuador

Resumen

La mirada a los archivos sonoros debe realizarse desde la perspectiva teórica de la Ciencia de la Información- y de la Ciencia de la Comunicación, entre otras ramas de estudio. En la actualidad gran parte de lo sonoro no se recopila de forma sistemática. Y, es contradictorio que en esta era de tecnologías en la cual las producciones digitales, se puedan escuchar, almacenar, intercambiar y producir en plataformas novedosas, no existan muchas garantías ni certezas que estén siendo archivadas y preservadas adecuadamente a nivel mundial.
El desarrollo teórico y práctico del tema es novedoso pero muy poco extendido, como lo demuestra la escasa bibliografía en el ámbito internacional. Este texto tiene como objetivo sistematizar teorías y conceptos de la Ciencia de la Información y la Comunicación que tributan a la gestión de archivos sonoros, fuentes del patrimonio de nuestras naciones. Se utilizan tres métodos investigativos del nivel teórico: el método de análisis y síntesis el cual se emplea para realizar el análisis de textos que abordan el tema; se hace uso del método histórico lógico para realizar un recorrido por los antecedentes del tema; y se aplica el método sistémico para articular teorías y conceptos relacionados con el tema. Se emplea como técnica el análisis bibliográfico- documental, y la triangulación de datos.

Ver texto completo de la ponencia

 

Transformación digital de un archivo histórico mediante el uso de un software de código abierto: el caso del Archivo Histórico de la Real Caja de Zacatecas

Autora

  • Sara María del Patrocinio Rodríguez Palacios, Tecnológico de Monterrey, México

Resumen

Las entidades y agentes culturales tienen como misión administrar y gestionar sus bienes y servicios estableciendo para ellos los procedimientos, normas, y herramientas que garanticen el logro de sus objetivos. En su compromiso por preservar, dar visibilidad y acceso a sus contenidos, la Dirección Nacional de Patrimonio Cultural del Tecnológico de Monterrey gestionó la digitalización del Archivo Histórico de la Real Caja de Zacatecas, 1576-1936, mismo que custodia, conserva, difunde y tiene en comodato su Campus Zacatecas. En esta ponencia se compartirán algunos aspectos que se contemplaron para garantizar el éxito de este proceso: organización de los contenidos para reflejarlos en la herramienta tecnológica de gestión del Repositorio Institucional del Tecnológico de Monterrey (RITEC) para relejar el cuadro de clasificación archivística; ajustes a la política de desarrollo de colecciones, definición de niveles de acceso, aprovisionar las capacidades de almacenamiento de información o de transferencia de datos; apego a un estándar de metadatos que permitiera registrar las características particulares; los procesos de preservación, la curaduría de metadatos y la importante colaboración de un gran equipo interdepartamental e interdisciplinario. Se comparten los resultados y se propone una innovación tecnológica como estrategia de mejora para la gestión de los recursos digitalizados.

Ver texto completo de la ponencia

 

A importância do povoamento da produção acadêmica de TCCs/TCRs no Arca – Repositório Institucional da Fiocruz

Autores

  • Claudete Fernandes de Queiroz, Fundação Oswaldo Cruz, Brasil
  • Luciana Danielli de Araujo, Fundação Oswaldo Cruz, Brasil
  • der de Almeida Freyre, Fundação Oswaldo Cruz, Brasil
  • aphael Belchior Rodrigues, Fundação Oswaldo Cruz, Brasil
  • Catarina Barreto Malheiro Pereira, Fundação Oswaldo Cruz, Brasil
  • Tiago Martins da Costa Ferreira, Fundação Oswaldo Cruz, Brasil
  • Rita de Cassia da Silva, Fundação Oswaldo Cruz, Brasil
  • Viviane Santos Veiga, Fundação Oswaldo Cruz, Brasil
  • Patrícia Carvalho Mendes, Fundação Oswaldo Cruz, Brasil
  • Glauce Pereira, Fundação Oswaldo Cruz, Brasil
  • Ana Maria Souza dos Santos, Fundação Oswaldo Cruz, Brasil
  • Igor Falce Dias de Lima, Fundação Oswaldo Cruz, Brasil
  • Maria da Conceição Calmon Arruda, Fundação Oswaldo Cruz, Brasil

Resumen

O trabalho tem como objetivo apresentar o novo fluxo de depósito das coleções Trabalhos de Conclusão de Curso e de Residências (TCCs/TCRs) dos programas de pós-graduação da Fiocruz no Arca – Repositório Institucional, que será realizado através de autoarquivamento feito pelos próprios alunos, conferido pela secretaria acadêmica e depois aprovado pelo bibliotecário. Foram elaborados dois tutoriais para ajudar no procedimento do novo fluxo, visando facilitar o trabalho de gestão dos gestores Bibliotecários das Unidades da Instituição e permitir uma melhor recuperação destas coleções. Para a realização deste trabalho foram realizados diversos treinamentos e criados dois tutoriais para facilitar a inserção destas coleções no Repositório. Como resultado, espera-se contribuir para disponibilizar em acesso aberto, como também permitir uma visualização e quantificação destas coleções de forma ágil e eficiente.

Ver texto completo de la ponencia [pendiente]

Cronograma del evento (1)

Viernes 7
-

Ponencias en este bloque:

- Produção científica sobre os princípios fair a partir do directory of Open Access Journal - DOAJ

- Políticas nacionais de apoio à ciência aberta: análise contrastiva das iniciativas desenvolvidas nos Estados Unidos, Portugal e Brasil

- De la gestión de archivos sonoros: teorías y conceptos

- Transformación digital de un archivo histórico mediante el uso de un software de código abierto: el caso del Archivo Histórico de la Real Caja de Zacatecas

- A importância do povoamento da produção acadêmica de TCCs/TCRs no Arca – Repositório Institucional da Fiocruz

Publicado en Ponencia y etiquetado .